Este site utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com as nossas Políticas de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

BUSCAR MATÉRIAS
BUSCAR MATÉRIAS
 Páscoa aumenta número de casos de intoxicação alimentar em cães - Portal Cordero Virtual

Páscoa aumenta número de casos de intoxicação alimentar em cães

Período em que o consumo de chocolate aumenta pode ser também um perigo para animais de estimação

30/03/2024 07:10:02
Páscoa aumenta número de casos de intoxicação alimentar em cães
Páscoa aumenta número de casos de intoxicação alimentar em cães
Com a Páscoa se aproximando, é hora de lembrar que alguns dos prazeres mais doces desta temporada podem representar sérios riscos para nossos amigos de quatro patas. A veterinária Marcela Barbieri (@marcela.barbieri no Instagram) alerta: a intoxicação por alimentos, especialmente o chocolate, é um dos principais acidentes domésticos envolvendo cães.

De acordo com a veterinária, o chocolate contém substâncias como a teobromina e a cafeína, que são tóxicas para os cães. A ingestão dessas substâncias pode causar desde sintomas leves, como vômitos e diarreia, problemas mais graves, como convulsões e até mesmo a morte.

Por isso é importante que os tutores estejam cientes dos riscos e tomem medidas preventivas para proteger seus animais de estimação. Marcela dá algumas dicas importantes:

1. Mantenha o chocolate fora do alcance dos cães. “Deixe os doces preferencialmente em locais elevados e seguros, para que não seja fácil que o cão pegue, mesmo por brincadeira”, orienta a veterinária.

2. Ela também sugere que toda a família esteja ciente dos riscos: “Fale com familiares e visitantes sobre a importância de não oferecer chocolate aos pets”.

3. E caso o acidente aconteça, esteja atento aos sintomas de intoxicação por chocolate. “Se o cão apresentar agitação, tremores, aumento da frequência cardíaca e respiratória, procure imediatamente ajuda veterinária”, reforça a especialista em comportamento canino.

Caso ocorra um acidente é essencial agir rapidamente. Você deve levar o animal imediatamente ao veterinário e, se possível, leve também uma amostra do chocolate consumido para ajudar no diagnóstico e tratamento.

Lembre-se, a segurança e o bem-estar dos nossos animais de estimação estão em nossas mãos. Garanta que a Páscoa seja uma celebração segura e feliz para todos os membros da família, incluindo o seu pet.
Quem é a veterinária Marcela Barbieri?

Marcela Barbieri é veterinária comportamental, zootecnista e adestradora há mais de 8 anos. Dedicada ao bem-estar e ao comportamento canino, ela transformou a vida de centenas de tutores e dos animais deles. Além de atendimentos presenciais e online, ela também compartilha conteúdo sobre comportamento canino nas redes sociais.
Páscoa aumenta número de casos de intoxicação alimentar em cães

Fonte: ANA CECILIA COMUNICA
ÚLTIMAS NOTÍCIAS


2001-2024 - Portal Cordero Virtual
CNPJ: 24.503.804/0001-71