Rede Elza Tank discute novas ações - Portal Cordero Virtual

Rede Elza Tank discute novas ações

Limeira é a cidade pioneira no atendimento às mulheres vítimas de violências doméstica. Foi a primeira do estado de São Paulo a adotar o Botão do Pânico, a partir de iniciativa da vice-prefeita, que na época era vereadora.

03/06/2021 13:53:11
Faça o seu cadastro para receber nossas novidades
Compartilhe:
/** PIXELS **/ /** PIXELS **/
Rede Elza Tank discute novas ações
Rede Elza Tank discute novas ações
A vice-prefeita de Limeira Erika Tank participou nesta última terça-feira (1º de junho) da reunião on-line da Rede Elza Tank de Atendimento Integrado à Mulher em Situação de Violência. Na ocasião, foram discutidos cinco novos projetos que devem ser integrados à Rede. 

Na ocasião, a vice-prefeita ressaltou que o município tem sido procurado pela Polícia Civil e Polícia Militar para a implantação de projetos para garantir à mulher, vítima de violência, acesso permanente aos seus direitos. Erika citou que foi procurada pela tenente Tarsila e pelo comandante da 1ª Companhia da PM, capitão Herlon de Paula, quando houve a apresentação de duas novas ações que a Polícia Militar está fazendo. “Isso mostra o reconhecimento de todo o trabalho realizado pela Rede, fortalecendo ainda mais as futuras ações”, afirma Erika Tank.

Limeira é a cidade pioneira no atendimento às mulheres vítimas de violências doméstica. Foi a primeira do estado de São Paulo a adotar o Botão do Pânico, a partir de iniciativa da vice-prefeita, que na época era vereadora.

Na oportunidade, Erika contou sobre a reunião que teve com o delegado seccional de Limeira, Antonio Luis Tuckumantel e com o diretor do Departamento de Polícia Judiciária do Interior 9 (Deinter 9), Kleber Altale, sobre ações relacionadas ao atendimento à mulher vítima de violência. 

Outro assunto abordado na reunião foi sobre a inscrição da Rede Elza Tank de Atendimento Integrado à Mulher em Situação de Violência no Prêmio CNJ Juíza Viviane Vieira do Amaral. A iniciativa tem como objetivo premiar e dar visibilidade a ações de prevenção e enfrentamento ao fenômeno da violência doméstica e familiar contra mulheres e meninas. O Formulário Nacional de Avaliação de Risco também foi abordado na ocasião. O documento foi criado em conjunto pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) para evitar o agravamento da violência doméstica no Brasil.

O município dispõe, ainda, do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), da Casa da Mulher (abrigo para mulheres vítimas de violência), dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras), além do Anexo da Violência Doméstica, no Fórum Cível de Limeira.

Estiveram presentes na reunião a presidente do Ceprosom, Maria Aucélia Damaceno, o delegado titular da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), Eusmar Danilo Bortolozi Broetto, a assessora de Proteção Especial do Ceprosom, Paula Furlan Gomes, a coordenadora da Casa da Mulher Vítima de Violência, Marina Alencar, a presidente do Conselho Municipal da Condição Feminina, Cleusa dos Santos, e demais integrantes da Rede  Elza Tank.

Foto(s): Divulgação
Fonte: Secretaria de Comunicação Social - Prefeitura de Limeira
Faça o seu cadastro para receber nossas novidades
Compartilhe:
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Clique Aqui


2001-2021 - Portal Cordero Virtual
CNPJ: 24.503.804/0001-71