Contador dá dicas para controlar gastos em datas comemorativas durante a pandemia - Portal Cordero Virtual

Contador dá dicas para controlar gastos em datas comemorativas durante a pandemia

O contador Eder Junior, da Taura Serviços Contábeis, alerta quanto a cautela necessária nas datas festivas e promoções dos próximos meses

08/10/2020 15:46:22
Compartilhe:
Contador dá dicas para controlar gastos em datas comemorativas durante a pandemia
Contador dá dicas para controlar gastos em datas comemorativas durante a pandemia
Nesse período de pandemia, poupar dinheiro tornou-se necessário para enfrentar as instabilidades econômicas sem muitas preocupações. Com o fim de ano chegando, muitos trabalhadores veem o 13º salário e as parcelas do auxílio emergencial como alternativas para fechar as contas em dia.

O contador Eder Junior, da Taura Serviços Contábeis, alerta quanto a cautela necessária nas datas festivas e promoções dos próximos meses. “Não é porque a pessoa tem um grande valor em mãos que deva sair gastando, se presenteado. É preciso ter cuidado com datas comemorativas, como o Dia das Crianças, a Black Friday e o Natal, para que os gastos não sejam além do necessário e causem dívidas ainda maiores”, alerta.

Segundo o contador, quem já recebeu a primeira parcela do 13º salário e conta com as parcelas do auxílio emergencial pode ter a ilusão de que tem dinheiro de sobra. Por isso, ele alerta que a principal regra é planejar. O primeiro passo, principalmente nesta pandemia em que muitas pessoas passaram a ter um salário menor, é fazer o levantamento de custos e despesas. 

A dica é anotar tudo em uma planilha ou até mesmo em um caderno, desde os gastos mais simples do dia a dia até os mais altos. “Depois que esse levantamento é feito, a pessoa começa a enxergar para onde vai o dinheiro e pode até a se surpreender. Ela passa a entender em quais pontos precisa trabalhar e se controlar”, explica.

Além de reorganizar os gastos, o contador sugere que o 13º salário, bônus e demais rendimentos extras sejam utilizados para renegociação de dívidas e para o planejamento de 2021, sem que as pendências se transformem em uma bola de neve. “Se a pessoa vai receber um dinheiro e tem dívidas, ela deve começar a parcelar com um valor que caiba no orçamento”, recomenda. Eder ainda aconselha a reservar uma parte do dinheiro que entra em conta, por menor que seja o valor, para a criação de um fundo de emergência para o futuro.

Fonte: Dínamus
Compartilhe:
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Clique Aqui


2001-2020 - Portal Cordero Virtual
CNPJ: 24.503.804/0001-71