Clique Aqui
 Municípios de pequeno porte se unem para fortalecer o 3º encontro da AMPPESP - Portal Cordero Virtual
13/06/2019 10:07:53

Municípios de pequeno porte se unem para fortalecer o 3º encontro da AMPPESP

Holambra foi a cidade sede desta edição e para o prefeito, Fernando Fiori o município se orgulha muito em ter recebido o evento

Os municípios de pequeno porte, cuja população alcança até os 50 mil habitantes, se reuniram na cidade de Holambra nesta terça-feira (11) para juntos pleitearem recursos para garantir o seu desenvolvimento junto aos órgãos estaduais e federais. Com o objetivo de ganhar força para melhorar este quadro, cerca de 120 municípios participaram 3ª edição da Associação dos Municípios de Pequeno Porte do Estado de São Paulo (AMPPESP).

Liderada pelo prefeito de Cordeirópolis, o presidente da AMPPESP, Adinan Ortolan, se reuniu com as seguintes autoridades: o presidente Nacional da FUNASA, Ronaldo Nogueira de Oliveira, o coordenador de Relações Institucionais da Secretaria de Cultura de São Paulo, Antonio Lessa, o auditor Federal da Controladoria Geral da União, Daniel Ribeiro Barcelos, o secretário Estadual de Habitação, Flávio Amary, o secretário Estadual de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi e o prefeito de Holambra, Fernando Fiori.

Durante seu pronunciamento, Ortolan destacou que entre as principais ações desenvolvidas pela associação está o fortalecimento dos 512 municípios no Estado de São Paulo de pequeno porte e que a partir de uma organização conjunta, já começam a alcançar mais representatividade na reivindicação de demandas junto aos órgãos estaduais e federais. “Com a retomada da associação em 2017, foi possível estabelecer laços e abrir caminhos para que os municípios possam ter uma atuação mais expressiva. A partir daí, fortalecemos ainda mais nossa atuação por meio da entidade e criamos formas de ampliar as possibilidades de desenvolvimento das cidades, o que é possível por meio da nossa aproximação com os órgãos estaduais e federais que são responsáveis pela gestão de projetos e dos investimentos que estas esferas dispõem. É por isso que trouxemos para este 3º encontro autoridades estaduais e federais de setores que são imprescindíveis para o crescimento dos municípios” explicou Ortolan.

Holambra foi a cidade sede desta edição e para o prefeito, Fernando Fiori o município se orgulha muito em ter recebido o evento. “Para nós foi uma satisfação recepcionar os prefeitos, pois buscamos o trabalho em conjunto e unidos conquistamos muito mais. Vejo que a função principal desse evento, foi trazer os representantes dos governos para dialogar junto com os municipais e buscar soluções para os nossos problemas. O Estado e a federação têm por dever compartilhar esses problemas e ajudar os municípios a resolvê-los. Portanto, estendo o meu agradecimento a toda equipe organizadora na pessoa do presidente, Adinan Orotan e dizer que Holambra estará sempre de portas abertas para recebe-los”, relatou Fiori.

Segundo o presidente Nacional da Fundação Nacional de Saúde (FUNASA), Ronaldo Nogueira de Oliveira atualmente a fundação tem no Brasil 2.300 obras em execução e oferece também suporte técnico para os municípios que enfrentam dificuldades na elaboração dos seus planos municipais na área de saneamento. O presidente ainda destacou que o grande desafio é sensibilizar a população. “No Estado de São Paulo muitos municípios enfrentam problemas de saneamento básico, somente a aplicação dos recursos não é o suficiente, tem que haver uma mobilização de toda a sociedade em respeito a mudança de comportamento. O ser humano ainda comente algumas atrocidades; então a educação é o principal, por isso iniciaremos com o desenvolvimento de campanhas com os alunos e, a partir daí, vamos prepará-los para as próximas gerações”, disse o presidente da Funasa.

Em seu discurso o secretário Estadual de Habitação, Flávio Amary, enfatizou que o da atual administração estadual é de centrar os esforços e as energias e pensar grande. Amary destacou que o objetivo é transformar o Estado trabalhando de segunda a segunda. “Estamos buscando trazer soluções para as famílias, a exemplo do Programa de Regularização e minha vontade é bater recordes, ou seja, fazer mais do que já foi realizado em toda a história do Programa Cidade Legal. A Meta da CDHU é construir 40 mil unidades habitacionais e 60 mil casas e junto à outros programas importantes da Secretaria, trazer qualidade de vida para as pessoas que mais precisam”, concluiu o secretário.

Fonte: Imprensa Prefeitura de Cordeirópolis

ÚLTIMAS NOTÍCIAS


2001-2019 - Portal Cordero Virtual
CNPJ: 24.503.804/0001-71