Clique Aqui
 Prefeitura de Limeira faz busca ativa de pacientes com tuberculose - Portal Cordero Virtual

Prefeitura de Limeira faz busca ativa de pacientes com tuberculose

Os pacientes que tiverem interesse em fazer o exame, em razão de tosse prolongada, devem procurar a equipe de enfermagem da UBS mais próxima e apresentar RG e Cartão SUS.

22/03/2019 06:40:01
A Prefeitura de Limeira, por meio da Secretaria de Saúde, orienta a população sobre o diagnóstico precoce da tuberculose. Até o dia 29, todas as Unidades Básicas de Saúde farão busca ativa de novos casos, com coleta de amostra de escarro das pessoas que apresentam tosse há mais de duas semanas. Neste ano, foram 16 notificações da doença no município, índice inferior ao registrado no mesmo período de 2018, quando houve 17 ocorrências. 

Os pacientes que tiverem interesse em fazer o exame, em razão de tosse prolongada, devem procurar a equipe de enfermagem da UBS mais próxima e apresentar RG e Cartão SUS. Para a coleta do exame, não é necessário agendar consulta. As amostras serão encaminhadas para análise no Centro Municipal de Patologia Clínica, conhecido como Laboratório Municipal. 

A tuberculose é uma doença infecciosa, causada pela bactéria Mycobacterium tuberculosis (bacilo de Koch). A enfermidade afeta principalmente os pulmões, mas pode se manifestar em outros órgãos do corpo, como ossos, rins e meninges (membranas que envolvem o cérebro).

A transmissão ocorre pela inalação de gotículas que contém os bacilos expelidos durante a tosse, fala ou espirro. O principal sintoma é a tosse, além de manifestações como dor no peito, febre baixa no fim do dia, emagrecimento, cansaço fácil, falta de apetite e sudorese à noite. 

A rede municipal dispõe de quatro tipos de medicamento para combater a doença: isoniazida, rifampicina, pirazinamida e etambutol. Toda medicação é dispensada gratuitamente, mediante apresentação de receita médica. O tratamento é longo, dura seis meses em média. No entanto, há casos em que esse período é maior.

Para garantir a eficácia do tratamento, a Divisão de Vigilância Epidemiológica faz o acompanhamento dos pacientes. Essa medida, denominada Tratamento Diretamente Observado, segue as diretrizes do Programa Estadual de Controle da Tuberculose. Segundo a chefe da Divisão, Amélia Maria P. da Silva, o resultado desse trabalho apresenta bons resultados. O índice de cura da tuberculose em Limeira é 77%, enquanto a média nacional situa-se em 73%.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social - Prefeitura de Limeira
Compartilhe:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS


2001-2019 - Portal Cordero Virtual
CNPJ: 24.503.804/0001-71