Alunas de Fisioterapia da Uniara estudam efeito de técnicas no tratamento da Síndrome Dolorosa Miofascial - Portal Cordero Virtual
12/01/2019 05:35:23

Alunas de Fisioterapia da Uniara estudam efeito de técnicas no tratamento da Síndrome Dolorosa Miofascial

Trabalho foi um dos premiados no XIII Congresso de Iniciação Científica da universidade

Andréa, Jéssica, Thais e Júlia
Andréa, Jéssica, Thais e Júlia
Andréa, Jéssica, Thais e Júlia
Andréa, Jéssica, Thais e Júlia
Efeito das técnicas de Liberação Miofascial Instrumental e Lasertarapia em pontos-gatilho miofasciais” é o título do estudo desenvolvido pelas alunas do curso de Fisioterapia da Universidade de Araraquara – Uniara, Jéssica Naiara Capi, Júlia Flório Cyrino Nogueira e Thais Jacovenze Vendramini, e que foi um dos contemplados pelo “XIII Congresso de Iniciação Científica” da universidade, na categoria “Qualidade do tema”, em premiação realizada em dezembro, na unidade I da instituição. 

“A pesquisa teve como objetivo principal comparar o efeito de duas técnicas no tratamento da Síndrome Dolorosa Miofascial – SDM, que atinge principalmente a população feminina, causando um relato de dor muscular e incapacidade que afeta principalmente a região cervical – pescoço - e o músculo trapézio”, explica Jéssica, em nome de seu grupo.

Ela detalha que os recursos utilizados na comparação foram a Liberação Miofascial Instrumental, “que se refere ao tratamento da mobilização do tecido muscular, utilizando-se um instrumento de aço”, e a laserterapia, “técnica que faz utilização do laser”. “Ao todo, contamos com sessenta voluntárias, que apresentaram os critérios de inclusão da pesquisa, e os atendimentos foram realizados na Clínica de Fisioterapia da universidade”, conta a estudante.

Como conclusão, a pesquisa apontou, segundo Jéssica, que ambas a técnicas foram eficazes na redução da incapacidade cervical e também na redução da dor. “O trabalho, além de trazer benefícios importantes para as participantes, como a mencionada redução da dor e a melhora funcional, ainda proporcionou um retorno sobre a eficácia das técnicas para o tratamento da SDM, além de contribuir para outras possíveis pesquisas de mesma área”, destaca. 

O estudo, que teve auxílio do o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica – PIBIC/CNPq da Uniara, foi orientado pela professora Andréa Corrêa Carrascosa e coorientado pelo docente Artur César Amaral. “Comparamos a efetividade das duas técnicas e constatamos que ambas são efetivas no tratamento, sem haver indicação de qual é mais eficaz”, reforça Andréa, ressaltando que a região cervical é muito acometida. “É um músculo de tensão, que gera uma condição muito frequente, e mostramos que esses recursos ajudam na resolução do problema”, finaliza.

Informações sobre o curso de Fisioterapia da Uniara podem ser obtidas no endereço www.uniara.com.br ou pelo telefone 0800 55 65 88.

Fonte: Assessoria de Imprensa Uniara

ÚLTIMAS NOTÍCIAS


2001-2019 - Portal Cordero Virtual
CNPJ: 24.503.804/0001-71