Univesp sem perfumaria - Portal Cordero Virtual

Univesp sem perfumaria

24/11/2017 15:06:15
Muito se tem falado sobre a vinda de um polo da UNIVESP (Universidade Virtual do Estado de São Paulo) para o município, mesmo já contando com um polo na vizinha cidade de Araras, é exaltado pelo Prefeito a grande conquista para a cidade e para a região no crescimento educacional e capacitação dos munícipes. Mas então surge a dúvida: O que realmente é a UNIVESP?

Criada pela lei estadual 14.836/12, por inciativa do governador Geraldo Alckmin (PSDB), a UNIVESP é uma fundação pública de direito privado com autonomia didático-cientifica, administrativa e de gestão, com o objetivo de ensino, pesquisa e extensão.

A UNIVESP oferece cursos em diferentes áreas do conhecimento, investindo esforços na modalidade de ensino semipresencial, um tipo de eufemismo para o ensino a distância (EAD), que por aqui já é bastante conhecido pelos moradores da cidade que cursaram a faculdade municipal na gestão do ex-prefeito Féio e que cursam agora, na atual gestão. 

O modelo é praticamente o mesmo, com aulas gravadas e transmitidas via internet e encontros presenciais com os monitores para sanar dúvidas, com a diferença de que o concurso será aberto e não apenas para moradores da cidade. 

Os professores da UNIVESP são selecionados por concurso público e, por óbvio, aqueles já preparados por universidades renomadas como UNICAMP e USP levam vantagem no processo seletivo – uma vez que o concurso também envolve títulos – e isso pode ter gerado uma pequena confusão na divulgação da universidade! 

Uma afirmação feita pelo Prefeito é que o aluno da UNIVESP receberá diplomas da UNICAMP, USP, UNESP etc. Na verdade, afirmar isso é um equivoco quase que imperdoável e chega a ser um desrespeito por quem passa anos se preparando para entrar em universidades como USP ou UNICAMP.

Como dito acima, a UNIVESP é uma fundação autônoma, logo, os diplomas levarão o nome, logicamente, da UNIVESP. Não seria nem de longe compreensível que os diplomas fossem expedidos pela UNICAMP, USP ou qualquer outra universidade, uma vez que os alunos são... da UNIVESP.

Na realidade, o que existe é uma pareceria com essas universidades para a produção de conteúdo, além de, como também já dito, a possibilidade de professores dessas universidades poderem fazer parte do quadro docente da UNIVESP pelo concurso. Mas de uma parceria para a produção de conteúdo com essas universidades até um diploma expedido por elas, existe uma diferença muito grande!

Analisando a legislação e conversando com um aluno que já frequentou cursos da UNIVESP, pude observar que existem elogios e críticas, analisando o ensino a distância sob um aspecto pessoal.

A universidade tradicional, aquela onde o aluno frequenta aulas regulares em uma estrutura física com professores presenciais, ainda é o sistema mais eficiente quando falamos de ensino (diversos estudos tratam disso); o EAD é uma forma de popularizar o ensino, tentando tornar a estrutura mais acessível através da internet. 

A iniciativa é válida, desde que divulgada como ela é, sem falsas afirmações às pessoas sobre o ensino e expedição do diploma. Se a formação será de qualidade e satisfatória aos alunos, o tempo dirá. Eu ainda penso que a vivência acadêmica tradicional ainda é uma fase fundamental para a vida de qualquer pessoa que deseje qualificação superior.
 Politiconomia - Portal Cordero Virtual
Politiconomia
Por: Marcelo L. Braga
Espaço para trazer assuntos da economia e da política, ajudando na formação de opiniões e cidadania.
Compartilhe:
MAIS ARTIGOS DESTE COLUNISTA

Outras Colunas:
Os conteúdos publicados por colunistas ou visitantes no Portal Cordero Virtual não expressam a opinião do Portal Cordero Virtual, sendo de responsabilidade de seus autores. Clique aqui e veja os Termos e Condições de Uso do Portal Cordero Virtual.
Clique Aqui

2001-2020 - Portal Cordero Virtual
CNPJ: 24.503.804/0001-71