Precisamos do Dia da Consciência Negra? - Portal Cordero Virtual

Precisamos do Dia da Consciência Negra?

18/11/2017 21:32:40
Para muitos, é apenas mais um dia –  de nosso calendário já abarrotado de feriados – que fica perdido para as vendas e para o comércio; para outros, uma homenagem justa para marcar uma sociedade ainda muito preconceituosa.

Bem rápido na recapitulação, o dia da consciência negra foi estabelecido em 20 de novembro por ser aniversário da morte do Zumbi do Palmares. Pronto, o resto você pesquisa, pois história não é o ponto desse artigo.

O ponto é: Por que consciência negra? Não poderia ser “consciência das raças”? Ou “consciência da humanidade”? Ou até “consciência branca”? Bom, esqueça por um momento para quem é o dia e mantenha o foco apenas numa palavra... “Consciência”. 

Precisamos aceitar a verdade absoluta de que os negros foram emancipados a muito pouco tempo. Analise comigo: Desde a liberdade formal dos negros (abolição da escravatura no Brasil) passaram-se 129 anos, e isso é muito, muito pouco se comparado aos séculos de pleno desenvolvimento de um mundo onde os negros não se inseriam na sociedade.

Essa diferença, por óbvio, trouxe consequências sociais e temos que pensar não apenas na pessoa e sua cor de pele, mas também em sua integração social, e nesse ponto, ainda pecamos muito na questão da consciência. Você acha que tem consciência? Então continue lendo.

Um estudo publicado pela editora Pallas(1) mostrou um interessante e paradigmático conflito nas pessoas sobre a questão do racismo. A pesquisa fazia duas perguntas: 1- Existe racismo? 2- Você se considera racista? Na primeira pergunta, 98% das pessoas admitiram que o racismo existe no Brasil; e na segunda pergunta, 95% não se considerou racista. (William Waack se enquadrou perfeitamente nesse quadro, e ele está bem longe de estar sozinho)

Percebeu?! A conclusão que podemos tirar desses números é que as pessoas de fato reconhecem o problema, no entanto, não se consideram uma parte desse problema, assim, essa falta de consciência acaba tornando a questão abstrata e resolver algo que as pessoas não admitem se torna muito mais difícil.

Um dia de consciência é, no mínimo, importante para levantar, nem que seja apenas por discussão, as problemáticas que atingiram e ainda atingem nossa sociedade; sociedade essa cheia de outras perseguições, injustiças e atrocidades.  Precisamos lembrar e aceitar nossos defeitos e coloca-los em pauta, incansavelmente, até a nossa submissão à igualdade e oportunidade para todos se tornar completa.

Com diz um provérbio africano: “o sol caminha devagar, mas atravessa o mundo” e concordo com ele, as coisas acontecem, mas nem sempre na velocidade que desejamos.

Precisamos sim, de um dia de consciência – e nesse dia – a consciência é negra!

(1) RAMOS, Silvia. Mídia e Racismo. Editora Pallas
 Politiconomia - Portal Cordero Virtual
Politiconomia
Por: Marcelo L. Braga
Espaço para trazer assuntos da economia e da política, ajudando na formação de opiniões e cidadania.
Compartilhe:
MAIS ARTIGOS DESTE COLUNISTA

Outras Colunas:
Os conteúdos publicados por colunistas ou visitantes no Portal Cordero Virtual não expressam a opinião do Portal Cordero Virtual, sendo de responsabilidade de seus autores. Clique aqui e veja os Termos e Condições de Uso do Portal Cordero Virtual.
Clique Aqui

2001-2020 - Portal Cordero Virtual
CNPJ: 24.503.804/0001-71